Um alerta ao governo!

Milhares de pessoas participaram na última 6ª feira, 25, das manifestações promovidas pela Força Sindical e pelas demais centrais, em várias cidades de São Paulo e de outros Estados, no chamado “Dia Nacional de Lutas, Mobilizações e Paralisações”, por mais direitos e pelo emprego.

Com o lema “Nenhum direito a menos na reforma da Previdência; Contra a reformatrabalhista; Menos juros, mais empregos; e Em defesa da Saúde e da Educação”, os manifestantes demonstraram, em todos os atos, sua total indignação contra a pretensão do governo de realizar suas pretendidas reformas à custa da retirada de direitos da classe trabalhadora, e por mais emprego.

Entendemos que mudanças na Previdência são necessárias, até para acabar com privilégios, mas desde que os direitos dos trabalhadores sejam mantidos e ampliados, não suprimidos. A geração de mais postos de trabalho é outra luta constante das centrais. São doze milhões de desempregados no País, e um outro tanto que, apesar de empregados, convivem diariamente com a incerteza do dia de amanhã.

As manifestações, pacíficas e ordenadas, foram um alerta do conjunto de trabalhadores, de todos os segmentos de atividade, de que não aceitaremos, em hipótese alguma, que qualquer conquista seja retirada para que o governo consiga sanar seus cofres públicos.

Em São Paulo a manifestação unitária das centrais aconteceu ocorreu em frente ao prédio da Superintendência do INSS, no Viaduto Santa Ifigênia, centro. Sindicalistas e trabalhadores também promoveram atos em cidades como Ribeirão Preto, Santos, Sorocaba, Piracicaba, Manaus, Salvador, Catalão, São Luís, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre, entre muitas outras.

O nosso alerta ao governo foi dado. E de forma muito clara! Não mediremos esforços para que os direitos dos trabalhadores sejam respeitados em quaisquer circunstâncias, e que esta situação calamitosa de desemprego seja revertida. A Previdência Social é um patrimônio do trabalhador brasileiro. E seu emprego é o seu sustento e sua sobrevivência. E de toda sua família.