Dilma mente novamente. Seu pacote é de privatização

A presidente Dilma Rousseff mostra, mais uma vez, que mentiu durante a campanha para vencer as eleições do ano passado. Na ocasião, ela afirmou que não privatizaria, de jeito nenhum, o patrimônio público, do Estado.

No pacote apresentado hoje, Dilma anunciou a privatização de aeroportos, portos, rodovias e ferrovias em todo o país. Para tentar mascarar a mentira, o governo Dilma diz que se trata de “concessões”. Não são concessões. É privatização.

Algumas dessas “privatizações”, ao mesmo tempo, cheiram a verdadeira enganação. Uma delas, a da construção da ferrovia que atravessaria o Brasil, ligando o Oceano Atlântico ao Pacífico, parece até piada. Como foi a piada do trem-bala, que ligaria São Paulo ao Rio de Janeiro.

O mais inacreditável é que, durante toda a sua história, o PT combateu qualquer tipo de privatização do patrimônio público. Quem não se lembra das campanhas movidas pelo PT contra as privatizações do governo Fernando Henrique Cardoso? Mas, a mentira tem perna curta. E mais essa mentira do PT e do governo Dilma precisa ser desmascarada.