Quanto custa uma Olimpíada?

O custo das Olimpíadas, apresentado pela APO (Autoridade Pública Olímpica) na última semana, só demonstra o que já venho cobrando dos governos estadual e municipal quanto ao alto investimento nas obras e ao legado para a população do Rio de Janeiro.

O evento seria benéfico, se conseguissem trabalhar conforme planilha apresentada no dossiê de candidatura. Mas o que vemos não é isso, estão fazendo aditivos aos contratos para entregar as obras a tempo.

Minha preocupação é que o custo das Olimpíadas já passa o da Copa do Mundo e com os mesmos erros do Pan-americano. Recursos da União, que poderiam ser investidos em outras áreas e beneficiariam diretamente a população, estão sendo usados em obras sem utilidade pública.

Um exemplo é a construção de uma pista de esqui artificial na expansão do Parque Madureira, em Guadalupe. O custo está incluso no valor total de expansão do parque na ordem de R$ 278 milhões. Todos sabem que a Zona Norte é carente de infraestrutura social. A população amarga a violência cotidiana e sofre com a falta de hospitais na região. Com esse dinheiro poderiam ser construídas 370 Unidades Básicas de Saúde.

Imagine com a metade do custo total das Olimpíadas do Rio 2016, atualmente estimado em R$ 38,67 bilhões? Falta pouco menos de um ano para o evento. Os gastos estão subindo e o legado nem de longe será justificado.