Solidariedade/RS projeta eleger candidatos em todas as regiões do estado

O Solidariedade/RS está trabalhando há 2 anos para manter o crescimento do partido nas eleições de 2020. De acordo com o presidente estadual, Clàudio Janta, a sigla terá candidatos a prefeitos e vereadores em todas as regiões do estado, com condições reais de serem eleitos.

“Nossa expectativa é que o processo eleitoral resulte na oportunidade de ampliar e qualificar significativamente o partido no estado com a consolidação de resultados positivos, principalmente, nas grandes cidades e onde participaremos da disputa de prefeituras”, afirmou o presidente.

O projeto, que começou em 2018 com a campanha “Faço a diferença na cidade, sou Solidariedade”, conseguiu uma cadeira na Assembleia Legislativa e o trabalho agora é repetir o sucesso com os pré-candidatos das diversas cidades.

Além do suporte de outras ações encampadas pelas lideranças que já tinham uma trajetória dentro do Solidariedade, o partido intensificou também a busca para agregar novos quadros, abrindo espaço para nomes já conhecidos e para pessoas com novas ideias que vão ao encontro dos anseios da população.

“A representatividade e voz ativa dos nossos pré-candidatos são ainda mais importantes e significativas neste momento. As pessoas anseiam por soluções e ascensão das vozes verdadeiramente comprometidas com o bem-estar social e a garantia de condições dignas”, explicou Janta.

A pandemia do coronavírus trouxe um novo desafio para todos os partidos, mas os diretórios do Solidariedade têm demonstrado apoio e respeito às medidas definidas pelas autoridades em relação à contenção da Covid-19. No Rio Grande do Sul, o presidente Clàudio Janta ressalta também a sua preocupação com quem trabalha e produz: “são legítimas e carecem de alternativas pensadas por todas as esferas”.

Mesmo com o isolamento social, o partido procura manter todo o processo de estruturação das campanhas em pleno funcionamento. “Apesar da impossibilidade de reunirmos fisicamente, o trabalho do Solidariedade/RS mantém o ritmo e a preparação para o período eleitoral, conduzido pela articulação das lideranças municipais, com o acompanhamento da executiva estadual”, relatou o presidente.