Solidariedade apoia suspensão de 180 dias a deputado que assediou Isa Penna

Nesta quinta-feira (1), o plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) votou por ampliar a condenação inicialmente aplicada pelo Conselho de Ética, o qual puniu o deputado Cury em 180 dias de suspensão não remunerada.

A Secretaria da Mulher do Solidariedade rechaça qualquer tentativa de minimizar o impacto da conduta abusiva perpetrada pelo deputado estadual Fernando Cury (Cidadania-SP) à também deputada estadual Isa Penna (PSOL-SP), no dia 16 de dezembro, em sessão na Alesp.

Consideramos que a decisão pela ampliação da pena foi um sinal importante à sociedade brasileira, que precisa e merece uma resposta contundente àqueles que agridem, constrangem e desrespeitam as mulheres, mas não suficiente. Ressaltamos que a presença de Cury na Assembleia fere a luta pela igualdade de direitos, respeito e dignidade que travamos todos os dias.

Reforçamos que os efeitos do abuso não recaem apenas sobre a deputada Isa Penna, para a qual destacamos o nosso apoio. Elas também reverberam em toda a sociedade brasileira, reforçando o machismo institucional, e constrangem igualmente todas as mulheres a quem a Casa Legislativa pretende representar.

Somos contrários a violência de gênero e vamos lutar diariamente para que agressores sejam responsabilizados por seus atos.

À todas as mulheres vítimas de violência, o nosso apoio!

 

Foto: José Antonio Teixeira/Alesp