Solidariedade aguardava o momento em que Lula finalmente seria denunciado

O Solidariedade já aguardava o momento em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fosse denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) e considera esse capítulo da Operação Lava Jato fundamental para o esclarecimento de todo o esquema intitulado “Petrolão”. A legenda espera que depois de mais esse passo dado pelos procuradores, a Justiça cumpra seu papel e Lula responda pelos crimes que incidem sobre ele.

“Aconteceu o que já esperávamos. Sempre desconfiávamos que o Lula seria o chefe dessa máfia que vem sendo desmascarada pela Lava Jato e agora esperamos que ele pague na cadeia”, disse o líder do partido, Genecias Noronha (CE).

Os parlamentares do Solidariedade, que foi o precursor do impeachment de Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, concordam que o MPF conseguiu reunir provas necessárias que realmente desvendam o líder do PT como o comandante do maior esquema de corrupção já visto no Brasil. Na tarde desta quarta-feira (14), o procurador Deltan Dallagnol chamou de “Propinocracia” a governabilidade petista de se manter no poder e enriquecer ilicitamente, através da distribuição de cargos. Os crimes imputados ao ex-presidente, que teria sido beneficiado diretamente com R$ 3,7 milhões em propinas, são corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro.