Profissionais de cartório poderão dar aulas em instituições públicas

O deputado Carlos Manato (ES) apresentou um projeto de lei que autoriza notários e registradores a acumularem cargos de professores em escolas e universidades públicas. Pela legislação anterior, os profissionais da área deveriam ter dedicação exclusiva aos cartórios. O projeto já está em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados e tem apreciação conclusiva nas comissões – se aprovado, segue direto para o Senado.

O parlamentar do Solidariedade acredita que o conhecimento técnico e a prática com as atividades que são exclusivas de cartórios podem ser cruciais para a formação dos jovens. “Notários e registradores são exímios profissionais e agora a riqueza de conhecimento poderá ser repassada aos estudantes”, defende Manato.