Paulinho apoia protesto em Sertãozinho pela retomada do setor sucroenergético

Cerca de 20 mil trabalhadores, sindicalistas, empresários e deputados participaram, nesta terça-feira, 27 de janeiro, em Sertãozinho, de um protesto pedindo a retomada do setor sucroenergético. Nos últimos meses, já foram fechadas 24 usinas no Estado de São Paulo, sendo cinco na região de Sertãozinho.

O protesto foi convocado pelo Sindicato dos Metalúrgicos da cidade e a Federação dos Metalúrgicos da Força Sindical, presidido por Cláudio Camargo Crê, o Magrão.

“O setor sucroenergético, que produz energia limpa, foi destruído pelo governo federal e precisa de incentivos para ser recuperado”, proclamou Paulinho da Força, presidente nacional do Solidariedade, que apoiou o protesto junto com outros dirigentes do partido.