Oposição na Câmara dos Deputados protocola pedido de convocação do Ministro da Comunicação

O líder da Oposição, deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), e os vice-líderes, deputados Elizeu Dionizio do Solidariedade-MS e Nilson Leitão (PSDB-MT), protocolaram ontem (18/03) requerimento de convocação do Ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), Thomas Traumann. A convocação entregue na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados é para o ministro esclarecer as denúncias de supostas contratações de robôs e financiamentos de blogs para favorecer o Governo federal.

A convocação foi feita após o portal do Jornal o Estado de São Paulo (Estadão) divulgar esta semana um suposto documento elaborado pela Secom admitindo comunicação “errática” e defendendo mais propaganda em São Paulo, que circulou entre os ministros, dirigentes do PT e assessores do ex-presidente Lula.

O texto admite que os “blogs progressistas”, popularmente conhecidos como “blogs sujos”, atuem de maneira coordenada com o governo. Ressalta ainda, que os investimentos em comunicação deverão se concentrar em São Paulo em parceria com o prefeito Fernando Haddad, que como a presidente Dilma, está em baixa popularidade.

“É inadmissível que um órgão oficial se utilize dessa prática e se envolva recursos públicos para o pagamento de blogueiros, crackers ou hackers a serviço do governo, ou ainda, que os incentive a publicar matérias favoráveis ao governo e contrárias à oposição”, argumentou Bruno Araújo complementando que o governo não pode desqualificar e manipular a informação dessa forma.

Para o líder, o assunto é de extrema gravidade e se faz urgente ouvir as explicações do ministro Traumann e conhecer as medidas que estão sendo adotadas pela pasta a partir das denúncias.

Elizeu Dionizio enfatizou que vai defender a aprovação rápida do requerimento no colegiado. “Temos de escutar Traumann o quanto antes, já que recursos públicos, mais uma vez, devem estar sendo usados indevidamente pelo governo da presidente Dilma Rousseff”.