Marta Suplicy se filia ao Solidariedade e deve disputar eleição em São Paulo

Nesta quinta-feira (2), Marta Suplicy se filiou ao Solidariedade. Dessa maneira, o partido agrega aos seus quadros um nome de expressão nacional e se coloca em uma posição de destaque para futuras disputas eleitorais. A ex-senadora, que também já foi Ministra de Estado nos governos Lula e Dilma, já esteve à frente da prefeitura de São Paulo de 2001 à 2004, e teve sua boa gestão reconhecida nacionalmente, desde 2015 estava filiada ao MDB. Em nota, Marta explicou os motivos que levaram à sua escolha pelo partido:

“Filiei-me ao Solidariedade com a perspectiva de continuar lutando pela construção de uma Frente Ampla para disputar as eleições de 2020 que poderá governar a cidade de São Paulo com força política, competência e compromisso social. Nesta arquitetura de Unidade Democrática posso exercer qualquer papel. Pretensão pessoal não é o que me move neste momento”

A ex-senadora ainda ressaltou que vivemos em uma situação gravíssima que requer ousadia, fé e coragem. Neste sentido, ela reforça: “A unidade das forças liberais, de centro, progressistas, todas democráticas, coloca-se como inexorável”.

O Solidariedade é um dos partidos que mais cresce no Brasil e tem concentrado seus esforços em ampliar as perspectivas para o pleito de 2020, em várias das capitais do país. Com a filiação de Marta Suplicy, o partido acredita que será possível estabelecer as condições necessárias para uma candidatura forte à prefeitura de São Paulo, que reconheça as enormes desigualdades sociais e a necessidade de ações concretas, diretas e urgentes para diminuir o sofrimento da população.

O presidente do Solidariedade, Paulinho da Força, ressaltou a importância da filiação da ex-senadora:

“Com a chegada da Marta, nós trazemos um nome de peso e com conhecida capacidade de gestão pública para a eleição de São Paulo. O Solidariedade acredita que é preciso construir uma frente ampla progressista que possa disputar o pleito de igual para igual com os adversários e, principalmente, que possa fazer um trabalho relevante para o povo. Marta foi uma das melhores prefeitas de São Paulo, tenho certeza que sua experiência será essencial para melhorar a vida dos paulistanos”.

Paulinho da Força

Presidente Nacional do Solidariedade e deputado federal