Dia Nacional de Luta contra a Endometriose é aprovado com relatório de Marina Santos

A Câmara aprovou no início da tarde desta terça-feira (19), o projeto de lei que estabelece a data de 13 de março como o Dia Nacional de Luta contra a Endometriose (PL 6215/2013) e cria a Semana Nacional de Educação Preventiva e de Enfrentamento à Endometriose. A proposta agora será analisada pelo Senado.

A deputada Marina Santos (PI) foi a relatora do projeto em plenário. Em sua fala, a parlamentar que é médica, lembrou que no Brasil “mais de 6 milhões de mulheres tem a endometriose, cujo diagnóstico pode demorar muitos anos para acontecer”.

Daí a importância do estabelecimento da data e da semana educativa em relação à endometriose, com o objetivo de chamar a atenção para o problema da doença, divulgar ações preventivas, terapêuticas, reabilitadoras e legais relacionadas à endometriose e de orientar as mulheres com endometriose a buscar diagnóstico precoce e tratamento.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva, 40% dos casos de infertilidade no Brasil têm como causa a endometriose mas apenas mas apenas um terço das brasileiras fazem a associação entre a doença e a dificuldade de engravidar.

Outro problema é a falta de informação: 55% das mulheres sequer sabem o que é a endometriose, caracterizada pela presença, fora do útero, de tecido parecido com o endométrio e que causa uma reação inflamatória.

O projeto aprovado em plenário é de autoria do deputado Roberto de Lucena (Pode-SP) e teve anexado outro projeto, o PL 3047/19, da deputada Daniela do Waguinho (MDB-RJ).