Decisão do STF coloca em risco independência dos Poderes

O partido Solidariedade acha um absurdo a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF),  que concedeu liminar ao mandado de segurança de um deputado do PT impedindo que a Câmara dos Deputados dê início ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Para o presidente do Solidariedade, deputado Paulinho da Força, a decisão é uma clara interferência do STF no Poder Legislativo, colocando em risco a independência dos poderes. “O governo está perdido, sem rumo. A presidente Dilma está passando por cima da Constituição para tentar se salvar do impeachment. O STF não pode ter ingerência sobre a Câmara dos Deputados. A oposição vai recorrer desta decisão”, diz Paulinho.