Aureo integra CPI que investigará máfia das órteses e próteses

Foi instalada na Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira, a Comissão Parlamentar de Inquérito que investigará a máfia das órteses e próteses no Brasil.

O deputado Aureo foi indicado pelo partido Solidariedade como membro da Comissão,  pois já havia sido relator em um requerimento de Proposta de Fiscalização e Controle na Comissão de Defesa do Consumidor sobre o mesmo assunto.

A máfia das órteses e próteses foi tema de diversas matérias jornalísticas como no programa do  “Fantástico”, da Rede Globo, Revista Veja e jornal Estadão, além de denúncias de médicos e planos de saúde.

A CPI pretende ouvir todos os envolvidos e esclarecer se há   cartelização na fixação de preços e distribuição dos equipamentos, e direcionamento da demanda dos serviços médicos por interesses privados.

– Inúmeros  cidadãos usuários do SUS e de planos de saúde têm sido vítimas do superfaturamento de próteses e órteses em hospitais das redes públicas e privadas. Além do fator econômico, lesando governo e consumidores, vidas estão sendo colocadas em  risco. Dada à gravidade das denúncias e a relevância da matéria, vamos investigar e entregar o resultado às autoridades competentes para as punições cabíveis – afirma Aureo.

A comissão terá 120 dias para concluir os trabalhos