Juros caem em novembro, mas taxas do cheque especial e do cartão seguem acima de 266% ao ano – G1

As taxas de juros cobradas pelos bancos caíam tiveram mais uma leve queda em novembro, segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac), na esteira da redução da taxa básica de juros (Selic), que foi reduzida no final de outubro para 5% ao ano – nova mínima histórica.

Segundo a Anefac, a taxa de juros média geral para pessoa física caiu de 6,58% ao mês em outubro para 6,55% ao mês em novembro, menor nível desde janeiro de 2015.

O levantamento mostra que todas as linhas de crédito pesquisadas tiveram suas taxas de juros reduzidas no mês. No cheque especial e no cartão de crédito, entretanto, as taxas seguem nas alturas, acima de 266% ao ano.

Cartão de crédito

Houve uma redução de 0,35%, passando a taxa de 11,48% ao mês (268,44% ao ano) em outubro para 11,44% ao mês (266,85% ao ano) em novembro. É a menor taxa desde setembro (11,42% ao mês – 266,06% ao ano).

Cheque especial

Houve queda de 0,17%, passando a taxa de 11,63% ao mês (274,43% ao ano) em outubro para 11,61% ao mês (273,63% ao ano) em novembro. É a menor taxa desde maio de 2016 (11,54% ao mês – 270,82% ao ano).

Pessoas jurídicas

Todas as linhas de crédito pesquisadas tiveram suas taxas de juros reduzidas no mês.

Houve uma redução de 1,23% no mês na taxa média da pessoa jurídica, passando de 3,25% ao mês (46,78% ao ano) em outubro para 3,21% ao mês (46,10% ao ano) em novembro. A taxa é a menor desde setembro/2013.

Continue lendo