Cresce número de brasileiros dedicados ao trabalho não remunerado, aponta IBGE – G1

Enquanto o mercado de trabalho brasileiro atingiu os piores indicadores dos últimos anos em 2017, o país viu aumentar em 7 milhões o número de pessoas envolvidas em formas de trabalho não remunerado. É o que aponta uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

São quatro formas de trabalho não remunerado investigadas pelo instituto:

  1. produção para próprio consumo;
  2. cuidados de pessoas;
  3. afazeres domésticos;
  4. trabalho voluntário.
Continue lendo