BC:Incertezas demandam flexibilidade na condução da política monetária – Valor Econômico

Business finance man calculating budget numbers, Invoices and financial adviser working.

BRASÍLIA  –  (Atualizada às 9h46) O Comitê de Política Monetária (Copom) entende que o maior nível de incerteza da atual conjuntura gera necessidade de maior flexibilidade para condução da política monetária. Foi por essa razão que, em sua última reunião nos dias 31 de julho e 1º de agosto, quando os juros foram mantidos em 6,5% ao ano, o colegiado optou por se abster de fornecer indicações sobre os próximos passos da política monetária.

As informações constam da ata da reunião, divulgada nesta terça-feira pelo Banco Central (BC). O documento detalha que, na reunião, os participantes do Copom reiteraram a importância de reafirmar a atuação da política monetária exclusivamente com foco na evolução das projeções e expectativas de inflação, do seu balanço de riscos e da atividade econômica.

Continue lendo