Após prisão de Dirceu, líder do DEM insinua que falta pouco para investigação chegar a Lula e Dilma

O líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), comemorou nesta segunda-feira, 3, a prisão do ex-ministro José Dirceu na 17ª fase da Operação Lava Jato. Em nota, o senador insinua que “falta pouco agora” para as investigações chegarem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à presidente Dilma Rousseff.

“Temos que aplaudir essa mais nova etapa da Lava Jato, que não se restringe a intermediários e finalmente começa a chegar aos cabeças pensantes, elaboradores de todo esse esquema corrupto alimentado por “pixulecos” dentro do Palácio do Planalto. Falta pouco agora”, disse.

Continue lendo