Secretaria da Mulher

Eunice Cabral é a Secretaria Nacional da Mulher do Solidariedade.
Eunice Cabral é a Secretaria Nacional da Mulher do Solidariedade.

Secretária Nacional: Eunice Cabral

O Solidariedade criou a Secretaria da Mulher para contribuir para a emancipação social e econômica da mulher, ampliando e desenvolvendo projetos essenciais na perspectiva do seu empoderamento e a conscientizando sobre seu papel essencial no contexto político, social e familiar.

Tem como objetivo ser referência no país para o desenvolvimento de políticas públicas para as mulheres, contribuindo para o seu despertar quanto ao protagonismo do seu papel na sociedade.

As ações da Secretaria são pautadas pelos valores de: igualdade de gênero, respeito, cooperação e compromisso com os direitos das mulheres.

Bandeiras:

SAÚDE DA MULHER

  • Instituir políticas públicas em todas as esferas de governo visando o correto diagnóstico e tratamento da Endometriose;
  • Garantir a cobertura da vacinação contra o Vírus HPV para mulheres acima da faixa etária definida pelo SUS (9 a 13 anos);
  • Garantia de aumento de recursos destinados à Saúde, inclusive estudando a modificação do limite Constitucional;
  • Garantia do acompanhamento/tratamento psicológico para pacientes que passam por retirada precoce de órgãos reprodutores;
  • Trabalhar intensamente junto aos nossos parlamentares e órgãos públicos para elaboração de leis e projetos que possam beneficiar as mulheres na promoção da Saúde e prevenção e tratamento de doenças;
  • Promover o intercâmbio de bons projetos e ações que possam contribuir para melhoria das condições das Mulheres;
  • Definir as diretrizes gerais para definição de um Calendário Nacional da Saúde da Mulher;
  • Assessoramento aos poderes legislativos para elaboração de projetos de lei voltados à Saúde da Mulher;
  • Fiscalização e cobrança para que estes projetos de lei sejam votados;
  • Garantir a existência de controle social e órgãos especializados na defesa dos direitos da Mulher;
  • Promover o intercâmbio entre os agentes públicos;
  • Estabelecer uma política integral à Saúde da Mulher, incluindo uma que defenda seus direitos sexuais e reprodutivos;
  • Propor e colaborar com eventos e campanhas que ajudem a responder sobre temas relacionados à Saúde da Mulher;
  • Promover ações que estimulem a adoção do parto humanizado, principalmente na rede pública, que coíba a violência obstétrica por meio de Centros Municipais de Partos Normais;
  • Apoiar campanhas de sensibilização da classe médica para o diagnóstico correto da depressão pós-parto (1 em cada 4 mulheres apresenta a doença, segundo dados da Fiocruz);
  • Estimular debates e campanhas para sensibilização dos nossos jovens sobre gravidez precoce e DSTs.

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

  • Ações efetivas de conscientização dos direitos das mulheres;
  • Valorização cada vez maior das habilidades e competências das mulheres;
  • Garantia de atendimento adequado e sigiloso para mulheres vítimas de violência, incluindo tratamento médico com terapias alternativas;
  • Investimento intensivo em iluminação pública (função dos municípios desde 2015).

Últimas Notícias:


Veja todas as notícias de Secretaria da Mulher