Secretaria do Jovem

douglas pinheiro

Secretário Nacional: Douglas Pinheiro Azevedo Souza

O Solidariedade criou a Secretaria do Jovem para unir os jovens de todas as regiões, inserindo-os na vida política do país, buscando sempre a compreensão de suas necessidades e transformando-as em ações que garantam o protagonismo da juventude.

A Secretaria tem como meta se tornar a principal ferramenta de acesso à política, tendo sempre como inspiração o anseio da mudança, almejando melhorias e cooperação entre os jovens de todo país.

Suas ações são pautadas nos seguintes valores: Parcerias de compromisso que trazem melhorias na qualidade de vida dos jovens; Relações solidárias que deem importância a sugestões e ações dos jovens; Ética e responsabilidade diante das demandas da juventude; Cooperação entre jovens para que tenhamos sustentabilidade nas pautas existentes.

Bandeiras:

EDUCAÇÃO

  • Reformular o ensino público, dando a ele estrutura e didática adequada para que se torne referência (antigamente a escola pública era considerada exemplo, hoje a escola particular é referência);
  • Valorizar e qualificar os professores;
  • Buscar a ampliação da escola em tempo integral como forma de ocupar a mente e o tempo desses jovens no contra turno;
  • Investir na Educação na Primeira infância (educação infantil), fundamental para a formação do aluno como cidadão;
  • Desenvolver ações nas escolas, com a participação dos pais, levando uma mensagem aos jovens sobre a importância da vida escolar para sua formação como cidadão e profissional. Conscientiza-los do valor dos estudos;
  • Desenvolver ações educativas com alunos, sobretudo da Rede Pública, de maior vulnerabilidade, sobre práticas anticonceptivas e sexo seguro;
  • Lutar junto aos profissionais da Educação pública por melhorias nas condições de trabalho e de remuneração, traduzindo em melhorias na qualidade do ensino;
  • Viabilizar a abertura de mais vagas de creches para filhos de mulheres estudantes, inclusive nas escolas;
  • Criar salas lúdicas por disciplina para alunos do Ensino Fundamental;
  • Ampla reforma no sistema de ensino, priorizando o aprendizado e não apenas a aprovação;
  • Acabar com o sistema de progressão continuada, que gera o analfabetismo funcional em muitos casos;
  • Foco no aumento das vagas nas Escolas de Tempo Integral, ocupando os jovens no contraturno, afastando-os do mundo do crime;
  • Incentivar a prática esportiva e cultural;
  • Investir na Escola em Tempo Integral;
  • Investir na Educação empreendedora e financeira;
  • Adequar a metodologia atual de ensino que valorize o pensamento crítico e o debate;
  • Bibliotecas com acesso à internet nas escolas públicas.

SAÚDE

  • Levar assunto sexualidade para a sala de aula, sem tabus;
  • Realizar palestras pela Secretaria para levar informação e conhecimento aos jovens (sexualidade e prevenção);
  • Priorização da modernização de todo Sistema Único de Saúde, principalmente em relação aos mecanismos de fiscalização e controle, garantindo que o dinheiro seja de fato investido na Saúde do cidadão e não desperdiçado e/ou desviado de sua função;
  • Promoves diálogos nas escolas sobre doenças que mais acometem os jovens (DST) e formas de prevenção;
  • Elaborar Calendário de Profissionais de Saúde nas escolas públicas (ginecologista, nutricionista, psicólogo etc.);
  • Incentivar e cobrar a pratica de atividades físicas, promover gincanas;
  • Incentivar a doação de sangue.

SEGURANÇA

  • Criação de uma Guarda Solidária, com a participação inclusive de jovens e adolescentes, que seriam os responsáveis pela vigilância de vias públicas, aumentando a sensação de segurança e retirando-os do mundo do crime (Ex. Guardinhas de SP);
  • Ministrar palestras para a população ter conhecimento sobre as formas de prevenção ao crime;
  • Investir em ações nas escolas sobre a importância de se afastar do mundo do crime, escolhendo o caminho correto;
  • Apoiar as Forças de Segurança (Polícias Civil, Militar e Federal) na obtenção de recursos para a adequada prevenção e combate ao crime;
  • Combate ostensivo ao aumento do tráfico de drogas e criminalidade, principalmente entre os jovens;
  • Maioridade penal aos 16 anos, juntamente com a reforma dos presídios, possibilitando a ressocialização adequada;
  • Reformulação do sistema penitenciário, com foco na fiscalização dos apenados;
  • Valorização do policial através do salário e estrutura de trabalho (capacitação);
  • Combate ostensivo e intensivo a corrupção.
  • Criar Fóruns de Segurança nas cidades, levando para as comunidades a cultura da paz;
  • Criar a Brigada Militar Comunitária (exemplo de Porto Alegre).

TRABALHO E EMPREGO

  • Criar linhas de crédito populares para os jovens, sobretudo para aqueles que desejam empreender (perfil dos jovens de hoje é de serem cada vez mais patrões e menos empregados);
  • Oferecer cursos profissionalizante em determinadas áreas, respeitando as realidades locais;
  • Inclusão na grade curricular do Ensino Médio a disciplina de Empreendedorismo;
  • Investir nas Escolas Técnicas no Ensino Médio, dando ao jovem uma formação para o primeiro emprego;
  • Investir na capacitação dos nossos jovens para o mercado de trabalho por meio de cursos técnicos e profissionalizantes;
  • Incremento de programas como Meu Primeiro Emprego, Menor Aprendiz, Aprendiz Legal, dentre outros já implantados no país;
  • Incentivo ao empreendedorismo;
  • Desenvolver política para incentivar e cobrar políticas econômica para inserir os jovens no mercado de trabalho;
  • Criar legislação para ampliar a disponibilidade de creches dentro das empresas, inclusive para as crianças que já saíram da idade de amamentação;
  • Revisão da Lei do Jovem Aprendiz;
  • Combater a diferenciação do salário entre os gêneros;
  • Educar melhor os funcionários de creches, preparando-os melhor para esse contato com as crianças;
  • Incentivar nas escolas do meio rural o interesse pelo trabalho no campo como forma de retenção do jovem e disponibilidade de emprego.

POLÍTICA

  • Criar no jovem a crença de que a política é um meio hábil de se fazer as coisas certas ou se concretizar um bem comum por meio de políticas públicas;
  • Investir em cursos de conscientização política, o que a Secretaria já tem feito de forma tímida em alguns lugares, assim como estamos fazendo hoje, aqui, organizando os jovens para participar;
  • Reforçar o conceito de Democracia como forma de governo mais coerente com nossa realidade, principalmente a dos jovens, sempre ávidos por se expressarem.

 

Últimas Notícias:

Solidariedade

Juventude e a inserção no mercado de trabalho

O Estatuto da Juventude lançado pela Lei 12.853/2013 determina quais são os direitos dos jovens que devem ser garantidos e promovidos pelo Estado brasileiro, independente de quem esteja na gestão […] Continue lendo


Veja todas as notícias de Secretaria do Jovem