Sinuca de Bico

A gente bem avisou que o PT estava prestes a sofrer a maior derrota de todos os seus mais de 12 anos de governo. Isto porque o pacote de maldades que a presidente Dilma Rousseff mandou para o Congresso sofreu grande resistência até dos partidos que apoiam o governo. Mesmo abrandando os artigos que cortam o seguro-desemprego, o seguro-defeso dos pescadores e o abono do PIS, uma das medidas provisórias de Dilma foi aprovada por uma pequena margem.

A outra medida, que corta a pensão por morte dos cônjuges, os deputados aprovaram uma emenda instituindo a fórmula 85/95 (tempo de contribuição, mais idade) para a aposentadoria. Ela permite que as pessoas que estão para se aposentar fujam do maldito fator previdenciário, que corta até 40% do valor da aposentadoria. Todo esse pacote está agora no Senado, que ameaça barrar ainda mais as maldades. Alguns senadores do governo se rebelaram e os que permaneceram fiéis conseguiram suspender a votação.

Esta semana será decisiva. Se o Senado não votar o pacote, as MPs perdem a validade. E é para que isso aconteça que nós da oposição e do movimento sindical vamos lutar. Para derrubar todo o pacote de maldades de Dilma. Nos últimos dias, o governo anunciou o aumento da taxação sobre o lucro dos bancos. E prometeu que irá manter o pagamento do abono do PIS/Pasep como ele vinha sendo feito. Ou seja: um salário mínimo ( R$ 788) para quem ganha até dois salários.

Mas o fato é que o governo está encurralado e viu que não conseguirá jogar nas costas dos trabalhadores a conta de todas as trapalhadas econômicas e toda a corrupção que se espalha pelas empresas estatais e por toda a administração pública. E só existe uma forma de estancar essa sangria que está levando o país para o buraco, com o aumento da inflação e do desemprego. É preciso tirar a Dilma e o PT do poder.