Propostas para o País e para a Previdência

A Força Sindical, ao lado de outras Centrais Sindicais, sempre se posicionou contrariamente à retirada de direitos dos trabalhadores, inclusive no que se refere à implantação de uma idade mínima entre homens e mulheres para efeito de aposentadoria e a desvinculação do reajuste dos benefícios à correção do salário mínimo.Tanto é que, no último dia 10, entregamos ao presidente Michel Temer uma série de propostas que objetivam ajudar o País a retomar seu crescimento econômico e a melhorar as receitas da Previdência Social, evitando, assim, a catastrófica reforma que os conservadores economistas do governo, fiéis escudeiros do setor especulativo, querem levar adiante, à custa da retirada de direitos.Entre as propostas apresentadas estão a revisão das isenções das entidades filantrópicas, fazer com que o agronegócio pague mais, cobrar as dívidas dos devedores por meio de um Refis (Programa de Recuperação Fiscal), a venda dos imóveis inativos da Previdência e regulamentar os jogos, gerando, assim, mais receitas.O que não podemos – e não vamos – aceitar é que sejam novamente os trabalhadores a arcar com o pesado fardo previdenciário perdendo direitos. Estamos, inclusive, nos reunindo periodicamente com representantes do governo – que acatou as propostas das Centrais – para discutir a questão