Propostas para a geração de emprego

Paulinho32

As centrais sindicais Força Sindical, CTB, CSB, Nova Central e UGT estiveram reunidas, no último dia 4, na sede da Fiesp – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, com representantes do empresariado e decidiram, após uma análise da atual conjuntura econômica do País, de recessão e desemprego profundos, alicerçar o compromisso de agrupar os mais variados segmentos do setor produtivo para que possamos avançar na retomada da geração de emprego e fomentar o nosso crescimento econômico.

Para tanto, o documento “Uma Pauta para a Retomada do Desenvolvimento Econômico” foi firmado entre os representantes dos trabalhadores e dos empresários, e será entregue nesta terça-feira, dia 12, em Brasília, ao presidente Michel Temer.

Entre outros pontos importantes constantes do documento, destacamos a revisão das normas do seguro-desemprego, aumentando de cinco para sete o número de parcelas; o crédito às micro e pequenas empresas (MPEs); ao microempreendedor individual (MEI); a aceleração da queda da taxa Selic (juros); a retomada das obras públicas paralisadas, priorizando as com maior potencial de impacto na produtividade, na economia e no emprego; o equilíbrio do Refis; a reforma do sistema financeiro; moradias, educação e saúde de qualidade.

O quadro de desemprego atual no País, apesar da leve melhora, ainda é desesperador. É o grande mal a ser debelado, e tem de ser no menor espaço de tempo possível. São milhões de famílias brasileiras atingidas pelo desemprego. Algo tem de ser feito, e com urgência, para que o Brasil se recupere e volte a trilhar o caminho do crescimento e do desenvolvimento humano, social e econômico. E com emprego para todos!

Nossas propostas aí estão! Amanhã estarão nas mãos do presidente da República, que deverá analisá-las e discuti-las conosco.

Queremos o diálogo! Como sempre dissemos, não somos coadjuvantes, somos protagonistas, e, como tal, queremos reescrever a nossa própria história e oferecer, às gerações futuras, uma vida com mais dignidade, igualitária e com justiça social.