Estaremos nas ruas por juros mais baixos!

O Comitê de Política Econômica (Copom) estará reunido nos próximos dias 18 e 19 para decidir como fica a taxa básica de juros (Selic). Quando a reunião for iniciada estaremos nas ruas protestando e pressionando os tecnocratas do governo para que deem atenção aos anseios da classe trabalhadora e reduzam drasticamente os juros para que a economia seja reaquecida.

Para que todos entendam, juros nas alturas (hoje em proibitivos 14,25% a.a.) inibem os investimentos, que, uma vez reduzidos, freiam a produção e o consumo, prejudicando a indústria, o comércio, gerando desemprego e retraindo a economia.

Além disto, é a taxa Selic que dá os parâmetros das demais taxas de juros utilizadas no País, como a do cheque especial, dos cartões de crédito, do crediário, da poupança. É baseado nela, por exemplo, que os bancos calculam quanto vão cobrar de juros para conceder um empréstimo. Quanto menor os juros, mais em conta fica para o consumidor pegar dinheiro emprestado ou comprar a prazo.

É por estas e outras que a Força Sindical e as demais centrais estarão nas ruas, firmes e fortes, na luta por juros mais baixos. Queremos que o governo volte seus olhos aos menos favorecidos financeiramente – os mais penalizados com a atual e caótica situação econômica do País – e pare de privilegiar os grandes especuladores. O Brasil agradece!