Notícias nada boas

O mês de junho iniciou com um sinal de alerta. Desemprego e alta nos juros é o assunto mais abordado nos jornal de todo o país. E mesmo sendo um estado pujante, Santa Catarina também sofre com a economia devastada pelo governo.

A tentativa inconsequente de acertar da presidente Dilma e do Ministro Levy está deixando todo o povo brasileiro receoso e, acima de tudo, com o freio de mão puxado. A taxa de juros brasileira é a maior do mundo, e isso tudo foi comprovado pelo Copom (Comitê de Política Monetária), num índice de 13,75% ao ano.

Se não bastasse isso, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, que a taxa de desemprego para o trimestre (encerrado em abril) alcançou a marca dos 8% (oito milhões de desempregados no País).

E o que nós fazemos diante disso? Somos punidos diariamente pela má administração pública. Enquanto nos privamos de quase tudo, os bancos lucram exorbitantemente, as empresas não diminuem suas margens de receitas e optam pelo arrocho, que acaba com inúmeros postos de trabalho e quem paga a conta afinal? Nós trabalhadores.

Será que precisamos lembrar a presidente que uma política de corte de gastos públicos também ajuda a controlar a inflação? Será que precisamos lembrar ao ministro Levy que, baixando os juros, o trabalhador passa a ser consumidor e faz girar o dinheiro?
Mas não cabe a nós darmos o caminho, se foram eles os eleitos para comandar o país. No entanto não podemos assistir essa novela sem pensar nos trabalhadores que representamos. E é por isso lutamos. Para que a presidente se sensibilize e governo para o povo trabalhador.