As mentiras do PT

A Petrobras vai privatizar 25% da BR Distribuidora. A notícia em si nada tem de tão alarmante. Em um momento no qual a petrolífera brasileira passa pela maior crise da sua história, com sucessivas perdas, repassar à iniciativa privada parte da distribuidora de combustíveis é razoável. O problema está em quem está fazendo isso: o PT.

Acho que é público e notório o discurso terrorista-eleitoral do petismo sobre as privatizações. Como se as não tivesse feito. Por eleições consecutivas, Dilma, Lula e toda a malta petralha, comandada pelo sumido e ex-falastrão marqueteiro João Santana, incutiram a mentira de que privatizações eram ruins e o PT não privatizava.

Os alvos prediletos eram a Caixa, o Banco do Brasil e a Petrobras. Diziam que a oposição, no poder, iria entregar os maiores patrimônios brasileiros e blá blá blá. Pois bem, em abril deste ano, o governo anunciou a venda da Caixa Seguros e, agora, a privatização da BR Distribuidora.

Como assim, caros companheiros, parte da Caixa e parte da Petrobras vão ser vendidas, privatizadas, vilipendiadas, entregues nas mãos do capital predador e insaciável? É bem verdade que a população já acordou e já conhece de perto as mentiras deste governo. Não é preciso aqui elencá-las, elas estão bem vivas em nossas mentes e nossos bolsos.

Mas não dá para simplesmente deixar passar em branco mais essa.

Já disse e acho bom repetir – para tentar deixar claro à irascível vermelhada, sempre com sérias dificuldades cognitivo-ideológicas: nada contra privatizar. Em vários casos, é a melhor solução. Como parece ser agora, já que esses 25% da BR a princípio valem a bagatela de R$ 35 bilhões. E isso não é pouco. Mesmo para a Petrobrás. Sobretudo em seu atual estado de dificuldades e rombos de caixa.

Seja ou não bom para o país, o que pesa infelizmente é mais este passo atabalhoado do petismo em direção ao abismo da falta total de credibilidade. Coerência é coisa que não cobramos deles e delas faz tempo já, mas a mentira precisa ser sempre denunciada.

Vamos em frente. De mentira em mentira.

De privatização em privatização. No atual fosso ainda sem fundo em que o PT nos meteu, algumas coisas precisam ser feitas. Uma delas é nunca mais acreditar no que a companheirada diz.