Zé Silva comemora ações voltadas para o crédito florestal no Plano Safra

Deputado Zé Silva e Jefferson Coriteac, Secretário da SEAD, no lançamento do Plano Safra

O Governo federal divulgou na tarde desta terça-feira, 26, a atualização do Plano Safra da Agricultura Familiar 2018/2020. Entre as novidades anunciadas está a construção de 6 mil casas em assentamentos, pelo Incra, um pedido do deputado federal Zé Silva (MG).

O Plano, que existe desde 2003, é um conjunto de políticas públicas que abrangem crédito rural, assistência técnica, regularização fundiária, comercialização dos produtos e orientação econômica às famílias. Serão também anunciadas linhas de crédito destinadas à habitação rural e recuperação ambiental.

A atualização do Plano trouxe avanços significativos. O Governo Federal anunciou um montante de 31 bilhões para o crédito rural. Além disso, também houve redução da taxa de juros do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, PRONAF, de 5,5% para 4,6% e o aumento do limite por produtor que era de R$ 360 mil para 415 mil.

Crédito Florestal – O deputado ainda ressaltou a importância do Incra nas ações do Plano Safra “Fico feliz que o Incra tenha assumido novamente a responsabilidade pelas construções de casas nos assentamentos. Quando ficou a cargo da Caixa Econômica, houve queda de 10% devido a burocracia. Espero que com o Incra o número de construções volte a crescer”, comemorou.

O parlamentar, que também é agrônomo e extensionista rural, teve sua solicitação da inclusão no Plano Safra de linhas de crédito florestal e recuperação ambiental para assentados da reforma agrária atendida. “Essas linhas de crédito irão beneficiar tanto os produtores assentados que têm propriedades em áreas degradadas, e precisam de recursos para recuperá-las, quanto àqueles que preservam e devem ser recompensados”, defendeu o deputado.

O Programa Mais Alimentos, criado quando o deputado Zé Silva era presidente da Emater – MG e presidiu a Associação Brasileira de Assistência Técnica  (Asbraer), também terá mudanças, à partir deste ano irá financiar também motocicletas e motores para barcos para os produtores rurais. “Com mais políticas públicas para o rural brasileiro, os agricultores familiares têm conquistado segurança, respeito e autonomia. E é isto o que o agricultor quer, mecanismos para produzir cada vez mais e melhor para continuar contribuindo para o desenvolvimento do nosso país”, finalizou Zé Silva.

Durante a solenidade, o deputado Zé Silva entregou um documento que foi elaborado para sinalizar as principais propostas de desenvolvimento sustentável para a agricultura familiar, em busca de mais valorização e benefícios para a agricultura brasileira. “Temos muito trabalho pela frente, o caminho é árduo, porém não faltará luta e os vitoriosos serão os agricultores familiares e todo o povo brasileiro”, enfatizou Zé Silva, autor do documento que será trabalhado na subcomissão de agricultura familiar da Câmara dos Deputados.