STF absolve deputado Wladimir Costa

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal absolveu nesta terça-feira, 12 de junho, o deputado federal Wladimir Costa, da acusação de peculato, por suposta contratação de assessores parlamentares fantasmas.

Oito anos depois, o colegiado rejeitou os argumentos do Ministério Público Federal (MPF) que acusava o parlamentar, e concluiu que não havia provas para a condenação.

O irmão do parlamentar, Wlaudecir Antônio da Costa Rabelo, também foi absolvido.

Segundo o ministro Celso de Mello, revisor do processo, “Ninguém pode ser condenado por suspeitas”. Além dele, os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski também seguiram a decisão de absolver o deputado.