Secretário Especial apresenta políticas públicas da Sead à CPLP

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) está participando da Reunião de Alto de Nível sobre Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Sustentável na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O evento começou nesta segunda-feira (5) e seguirá até o dia 7, na capital portuguesa, Lisboa, na Fundação Calouste Gulbenkiam. O objetivo do encontro é avançar com o processo de implementação das diretrizes de apoio à agricultura familiar definindo orientações aos países membros.

Nesta terça-feira (6) aconteceu a abertura oficial da Reunião com o diretor geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), José Graziano da Silva, o primeiro ministro de Portugal, António Costa, o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural de Portugal, Luis Capoulas Santos, além dos representantes dos países da CPLP.

Na parte da tarde, o secretário especial da Sead e vice-presidente nacional do Solidariedade, Jefferson Coriteac, participou do  terceiro painel de apresentações do dia “Quadros legais e Institucionais para Reconhecimento dos Agricultores Familiares.” Na oportunidade, o titular da secretaria destacou que “no Brasil, entendemos que as características e a importância da agricultura familiar exigem um conjunto de políticas específicas para o setor. Nesse sentido, o estado brasileiro desenvolveu e oferece políticas consistentes  e com abrangência significativa.”

Coriteac adiciona que um aspecto importante dessas políticas, é a preocupação de direcionar as necessidades dos diferentes públicos da agricultura familiar. “Temos a diversidade de populações e modos de vida  que tem demandas muito específicas, como os povos e comunidades tradicionais, ribeirinhos, pescadores artesanais, quebradeiras de coco, mulheres rurais e jovens do campo.  Mas não esqueçamos que para produzir com tranquilidade, é preciso ter garantido o seu direito à terra. É uma questão fundamental para nós.”
CPLP

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) é o foro multilateral privilegiado para o aprofundamento da amizade mútua e da cooperação entre Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Fundada a 17 de Julho de 1996, a CPLP goza de personalidade jurídica e é dotada de autonomia financeira.

Fonte: Site Sead