Paulinho da Força fará parte da comissão para analisar pedido de impeachment

O deputado federal e presidente do Solidariedade, Paulinho da Força, será um dos integrantes da comissão especial criada na Câmara dos Deputados para analisar o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). O líder do Solidariedade na Câmara, deputado Arthur Maia (BA) será o outro representante do partido na comissão.

O pedido de impeachment de Dilma foi aceito na última quarta-feira (2) pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Cunha aceitou o requerimento formulado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior, por suposto crime de responsabilidade contra a lei orçamentária.

Após a leitura do requerimento, feita em Plenário na quinta-feira (3), o presidente da Casa determinou a criação da comissão especial que vai analisar a denúncia. Além dos dois deputados do Solidariedade, a comissão terá mais 63 integrantes, de acordo com o tamanho das bancadas na Câmara.

Para Paulinho, os fatos que constam no pedido do impeachment são gravíssimos, já que, segundo ele, a presidente vem mentindo para o povo brasileiro há muito tempo. “A Dilma aprendeu tanto com o PT que parece aquele ladrão que rouba a carteira e depois grita: ‘pega ladrão’. Está tentando desviar a opinião pública”, afirmou em coletiva de imprensa o presidente do Solidariedade

Ele também destacou a importância de a população se mobilizar e fazer pressão, para que o pedido de impeachment seja analisado o mais rápido possível.

“A partir de agora é gente na rua, pressão no Congresso e, com certeza, nós vamos trabalhar para nos livrarmos de vez do PT e da Dilma”, concluiu.