Hora da verdade: Lula investigado

A manhã do dia 04 de março vai entrar para a história do Brasil como um marco de um momento em que o país é passado a limpo. O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Polícia Federal é a prova de quem ninguém está imune à Justiça. A condução coercitiva faz parte da 24ª fase da Lava Jato, que ganhou o nome de Aletheia – do grego, verdade (em busca da realidade).

O Solidariedade acredita que não possa existir confusão entre imunidade e impunidade e que a corrupção não pode estar acima da Constituição do nosso país. O cerco está se fechando.

“Chegou a hora do ‘homem mais honesto do país’ ser investigado, como qualquer outro brasileiro, e se provadas as denúncias, deve ser punido por seus atos, assim como outros membros do PT”, afirma o presidente nacional do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força.

Precisamos de um governo ético e que tenha compromisso verdadeiro com a população brasileira. O país precisa voltar a crescer, por isso o Solidariedade acredita que somente com a retirada do governo Dilma, a limpeza completa poderá ser realizada sem interferências e sem o uso da máquina para impedir o processo de investigação.