Comissão do Estatuto da Família deve criar página na internet para ouvir a população

A Comissão Especial do Estatuto da Família acatou na tarde de ontem (09/04) sugestão do Deputado federal Elizeu Dionizio do Solidariedade/MS, para que o colegiado crie uma página na internet que possibilite a interação com a sociedade. O espaço virtual vai difundir o conteúdo do Projeto de Lei 6583/2013 e receber sugestões para redação final da matéria.

“Vamos ter um canal onde a sociedade vai poder interagir diretamente com a comissão, será um espaço na qual o cidadão poderá contribuir para os trabalhos da comissão”, enfatizou o parlamentar sul-mato-grossense, explicando que sua proposta prevê até a criação de aplicativo que de condições para “qualquer pessoa, de um celular, manifestar sua opinião sobre o Estatuto. Teremos condições de crias chats de debates e usarmos outras ferramentas que aproximem o colegiado da sociedade”.

A Comissão Especial foi criada no dia 11 de fevereiro deste ano pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para proferir parecer ao Projeto de Lei nº 6583, de 2013, Estatuto da Família, de  autoria do deputado Anderson Ferreira. A Comissão é composta de 27 membros titulares e outros 27  suplentes.