Suécia testa jornada de seis horas – Estadão

Arturo Perez chegava esgotado de seu trabalho como cuidador na casa de repouso Svartedalens. Oito horas atendendo residentes com senilidade ou Alzheimer lhe deixavam pouco tempo para passar com os três filhos. Mas a vida de Perez mudou quando a casa de repouso foi selecionada para uma experiência sueca sobre o futuro do trabalho, que tem o objetivo de melhorar o bem-estar dos empregados. Desde o ano passado, os funcionários fazem jornadas de seis horas, sem redução de pagamento.

Continue lendo