São Paulo cai 16 posições em ranking de centros financeiros globais – G1

A cidade de São Paulo caiu 16 posições no ranking de centros financeiros globais e agora aparece no 82º lugar, segundo pesquisa do instituto britânico Z/Yen. Já o Rio de Janeiro despencou 22 lugares, para a 87ª posição.

A pesquisa é semestral e analisou 104 centros financeiros. São avaliados 134 fatores, com base em dados do Banco Mundial, OCDE, ONU, Transparência Internacional e consultorias privadas. Além disso, foi feita uma pesquisa qualitativa com 3.360 executivos de várias áreas.

A primeira colocada no ranking é Nova York, seguida de Londres, Hong Kong, Cingapura e Xangai. Das dez primeiras, sete são da região da Ásia/Pacífico.

“No geral, a guerra comercial, turbulências geopolíticas e o Brexit estão introduzindo ajustes significativos nas percepções de médio prazo”, diz o estudo.

Os 134 fatores analisados são divididos em cinco pilares: ambiente de negócios, capital humano, infraestrutura, desenvolvimento do setor financeiro e reputação.

A pesquisa também questiona os entrevistados sobre quais cidades eles acreditam que vão se tornar mas significativas nos próximos dois a três anos. Nessa lista de centros financeiros promissores, os primeiros colocados são Qingdao, Xangai, Stuttgart, Hong Kong e Paris.

Este ano, o instituto Z/Yen acrescentou ainda uma nova categoria na sua pesquisa, para avaliar quais cidades são mais atrativas paras as fintechs, incluindo critérios como disponibilidade de mão de obra qualificada, acesso a financiamentos e ambiente regulatório. Nesse ranking, os centros financeiros melhor colocados foram Pequim, Xangai, Nova York, Guangzhou e Shenzhen.

Continue lendo