País perde empregos formais, no primeiro mês da nova legislação trabalhista

São Paulo – A nova legislação trabalhista entrou em vigor dia 11 de novembro, mês em que o país fechou 12.292 vagas com carteira assinada, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgado nesta quarta-feira (27). Segundo o ministro Ronaldo Nogueira, o resultado “não significa uma interrupção do processo de retomada do crescimento econômico”. Ele afirmou que a queda em novembros anteriores foi maior.

A indústria de transformação eliminou 29.006 postos de trabalho formais em praticamente todos os segmentos. A construção cortou 22.826, na segunda maior queda. A maior foi registrada na agricultura, com influência sazonal – 21.761 a menos.

O comércio abriu 68.602 vagas, principalmente no varejo, o que era esperado devido ao movimento de fim de ano. Também fecharam vagas os serviços e a administração pública.

De janeiro a novembro, o saldo ainda é positivo, com 299.635 postos de trabalho. A indústria abriu 88.793 vagas (1,23%) e o setor de serviços, 139.450. O comércio criou 30.333, enquanto a construção civil eliminou 52.013.

O maior crescimento percentual é da agricultura, que abriu 83.303 empregos com carteira no ano. A administração pública também registra alta , com mais 15.847 vagas formais.

Em 12 meses, de dezembro do ano passado a novembro deste ano, o Caged mostra perda de 178.528 empregos. São 14,586 milhões de contratações e 14,764 milhões de demissões.

Mais uma vez, o salário médio de admissão é menor que o de demissão. O ganho de quem foi dispensado era de R$ 1.675,58 em novembro, enquanto o contratado recebeu R$ 1.470,08.

Intermitente

Modalidade prevista na nova lei, o trabalho intermitente registrou 3.120 admissões e 53 demissões em novembro, com saldo de 3.057. A principal atividade requisitada foi de assistente de vendas (2.763 admitidos e 14 dispensados). Bem depois, vêm montador de andaimes (41 admissões) e servente de obras (28).

Fonte: RBA – Rede Brasil Atual

Continue lendo