Para os professores, o relator mudou a proposta para idade mínima de 57 anos para mulheres e 60 para homens. O governo queria 60 anos para ambos os sexos. O deputado federal Paulinho da força ainda luta para atender outras demandas da categoria, principalmente no que diz respeito a transição. Muitos pontos da reforma ainda precisam ser alterados para ser considerada justa a todos os brasileiros. A Greve Geral, realizada nessa sexta-feira, demonstra a insatisfação com o projeto, exigindo a preservação dos direitos – G1

No dia em que foi divulgada a retração de 0,2% da economia brasileira no primeiro trimestre de 2019, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo estuda liberar o saque de […]

Continue lendo