Juros baixos: um sinal verde contra a crise!

Nesta quarta-feira (20), o Comitê de Política Econômica (Copom) se reúne para decidir se mantém, reduz ou eleva a taxa básica de juros, que chega a 14,25% ao ano.

Ontem (19), foi o primeiro dia do encontro do Copom e para protestar contra os juros altos, as centrais Força Sindical, UGT, NCST, CSB, CTB e CUT realizaram uma manifestação em frente ao prédio do Banco Central, na Avenida Paulista. O objetivo era pressionar os tecnocratas do governo a reduzir drasticamente os juros para que o País volte a crescer economicamente e a gerar emprego e renda.

Os trabalhadores brasileiros não suportam mais a carga da instabilidade e da insegurança a que vêm sendo submetidos com o aprofundamento da crise, com a quebradeira das empresas e com a perene ameaça do desemprego, que já ceifou cerca de 12 milhões de postos de trabalho no Brasil.

Baixar fortemente os juros representa um sinal verde para que nosso País possa, definitivamente, avançar no seu crescimento econômico e superar a recessão. Para que nós, trabalhadores, possamos manter o nosso sustento e o de nossas famílias.

Reduzir os juros é assumir a empreitada de recolocar o País nos eixos. É acenar com a positividade de quem quer derrotar a crise e de quem confia na classe trabalhadora. É, enfim, uma demonstração de que, unidos em torno de um único ideal, somos fortes e capazes de derrotar qualquer crise.

Continue lendo