Contratação temporária não salva emprego – Estadão

Nem o Natal deve salvar o emprego neste fim de ano. Com a perspectiva de queda nas vendas em relação ao Natal de 2014, comércio e indústria estão atrasando a contratação de temporários e vão admitir um número menor de trabalhadores em relação ao fim do ano passado.

No comércio varejista, a admissão de trabalhadores temporários deve recuar 2,3% em relação a 2014, segundo a CNC. “Será a primeira variação negativa na quantidade de vagas temporárias no comércio na série iniciada em 2009”, afirma o economista da CNC, Fabio Bentes.

Continue lendo