Contas do governo têm rombo recorde

A forte queda na arrecadação de tributos federais levou a mais um déficit primário nas contas do governo central em outubro. No mês passado, as contas do governo central, que reúne Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, foram negativas em R$ 12,279 bilhões, o pior resultado desde 1997, quando se iniciou a série histórica. O resultado equivale a um déficit de 0,69% do PIB.

Com isso, o resultado primário dos dez primeiros meses do ano é deficitário em R$ 33,004 bilhões. É o pior desde o início da série histórica. Em 12 meses, o superávit do governo central acumulado é de R$ 39,1 bilhões – o equivalente a 0,68% do PIB. O resultado em 12 meses também é o pior da série histórica.

Continue lendo