Brasil estuda adiar alta do salário mínimo para reduzir déficit, dizem fontes – UOL Economia

O Brasil está avaliando adiar aumentos do salário mínimo no próximo ano para aliviar a pressão sobre as contas públicas mesmo que a medida seja impopular e exija uma mudança na legislação, disseram três fontes com conhecimento das discussões na terça-feira (25).

A equipe econômica da presidente Dilma Rousseff está analisando uma proposta para adiar por vários meses o reajuste do salário mínimo em janeiro, que somaria R$ 40 bilhões em gastos extras no próximo ano, disse à agência de notícias Reuters um assessor da presidente.

Continue lendo