Analistas preveem taxa de desemprego próxima de 10% ano que vem – Jornal O Globo

O processo de ajuste no mercado de trabalho ainda está longe de seu fim e o desemprego deve crescer com mais força no ano que vem e chegar ao pico no fim de 2016, acreditam economistas. E a piora tende a ser generalizada, castigando com força inclusive o setor de serviços, que nos últimos anos concentrou a criação de novas vagas.

“Ainda estamos na metade do ajuste e vamos viver uma situação em que a taxa de desemprego vai dobrar em relação ao seu patamar mínimo, que foi há pouco mais de um ano. É um ajuste bem severo”, avaliou Marcelo Kfoury, superintendente do Departamento Econômico do Citi Brasil.

Continue lendo